sexta-feira

[latifúndio digital]

[começou a nos acompanhar o artista plástico Eduardo P. L., de Imbituba, Santa Catarina, que é também frequentador do blog da Lina Faria, Não Lugar. Comecei a escarafunchar em seu perfil e descobri que ele é um latifundiário digital: tem 18 blogs! Até onde eu contei e pode ser que eu tenha contado errado, porque jornalista não é bom de matemática. Vai demorar um tempinho para eu visitar todos os blogs e fazer comentários, mas até onde pude ver, fotografia e artes plásticas são os temas mais frequentes. De todos, naveguei mais pelo Varal de Ideias (agora sem acento) e O Último Blog. Agora somos 14 viajantes e eu nos remos.]

11 comentários:

  1. Com certeza jornalistas não são bons de matemática. Fiz questão de esquecer o pouco que ainda sabia O.o

    ResponderExcluir
  2. Meu caro EX-CRITOR, faço parte com muito prazer destes 14 viajantes e tenho certeza seu blog, logo mais, terá centenas ajudando a remar!
    Acho que são mais de 18, mas nem eu sei bem!!!!Quantidade não é diretamente proporcional à qualidade, muito pelo contrário. Mas tenho mania por "PALAVRAS", e quando gosto de uma, logo imagino um blog com ela no trítulo. Depois é que penso no assunto ou tema para o blog! E assim vamos...
    Mas para facilitar sua pesquisa no "blogfundio", recomendo especialmente o Varal ( o primeiro, e pai dos outros), O Último blog, que já conhece, o DROPS AZUL ANISS para desopilar, e a VÍTIMA DA QUINTA, onde uma vez por semana uma FOTO DO PERFIL vira caricatura! Cuidado, você pode ser uma delas!
    Não posso deixar de recomendar o QUEM CONTA UM CONTO AUMENTA UM PONTO, por ser um blog de literatura, e que desde já espera pela sua colaboração!
    Paro por aqui, e desejo muito sucesso ao seu blog! Agradeço a postagem, que tomarei a liberdade de repercuti-la no Varal, o que certamente trará mais uns poucos remadores...srsrs

    Forte abraço

    ResponderExcluir
  3. Olá, BOM-DIA!
    Daqui Lisboa. Remei, remei e aqui cheguei, rsrs

    Bem, não foi nada assim: fui ao Varal hoje e você fez-me soltar uma sonora GARGALHADA logo pela manhã, ao ler o post com a expressão "latifúndio digital".
    A gargalhada, de imediato me converteu em fã deste blog. Nem era necessário ler o resto.
    Quem tem um sentido crítico a fazer dar gargalhadas, toca a saltar para o barco.
    Agora vejo, que o latifundiário é um maroto, rs - é que ele aqui deixou dicas, tipo GPS, para o latifúndio. Eu levei tempo a descobrir aquilo , rs
    Espero ser bem-vinda a bordo e ficar com uns bícepes e abdominais menos flácidos de remar, rs
    Beijinhos de Lisboa, com carinho, do Arco-Íris!
    Lília

    ResponderExcluir
  4. Ilana,

    Nas redações os editores morrerm de medo quando alguém faz contas. Sempre perguntam: você refez essa conta, quem te passou, é isso mesmo? E, vira e mexe, a conta tá errada. O que era mil virou milhão, o que era milhão virou bilhão... Acho que o problema é o zero que colocamos sempre a mais. Com as letras o cuidado é oposto, temos que subtraí-las, cortá-las cada vez vez. É um bom exercício para o texto perder gordura e ficar com massa muscular.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eduardo,
    Vôcê foi uma ótima aquisição pro nosso barco. Parece ser um homem forte, o que será bom para poupar dos remos as mulheres que aqui estão e são maioria.

    É incrivel como vamos conhecendo gente nova a cada dia com um clik do mouse e elas nos trazem tantos presentes sem ao menos nos conhecerem. Mas parece que são amizades antigas, de infância. Os encontros aqui parecem reencontros. É como se desde sempre nos conhecessemos.

    Vou entrar em todos os seus blogs, principalmente o Varal e o literário, para descobrir as novidades do seu mundo.

    Obrigado pelo texto carinhoso.
    Abração

    ResponderExcluir
  6. Lilia,
    Seja bem vinda. Obrigado pelo carinho e vejo que você é uma tripulante bem-humorada. Não sei se você fará muito exercícios físicos, mas mentais com certeza.

    Tenho muito carinho por Portugal e, se pudesse, viveria aí o último terço da minha vida. Você já leu algum livro da Hélia Correia? Eu coloquei outro dia um post sobre ela e fiquei muito interessado em conhecer sua obra.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, Boa noite,
    Obrigada. Trabalhar a mente é bom. Afasta o Sr Alzheimer, rs Mas não poupe as meninas a remar. Só as faz ficar em forma.
    Engraçado esse seu carinho por PortugaL.
    Quanto a literatura contemporânea, sou muito inculta.
    É uma vergonha confessar mas, da Hélia Correia, fiquei curiosa porque, há uns anos, li uma excelente crítica a uma obra dela. Pior aínda, a curiosidade vem porque o nome da criança protagonista da obra era "Lillias", imagine! Era para ler na altura e não o fiz. Fica anotado para obras a ler agora.
    Beijinhos
    Lília
    PS: Aos domingos, no Arco-Íris, temos "quem conta um conto, ãcrescenta...". Uma espécie de non-sense total. Alguém começa uma narrativa e vamos dando guinadas (absurdas e hilariantes) no guião. O objectivo é colocar à prova a nossa criatividade e improvisação. Provocar-nos. Não nos temos saído muito bem. Talvez falte energia masculina. Fica aqui o convite. Se quiser dar um ar de sua grça, é muito bem-vindo!

    ResponderExcluir
  8. Lilia,
    vou participar de "quem conta um conto". Deve ser divertido fazer uma obra coletiva.

    Quanto a Portugal, tenho laços afetivos muito fortes com seu país...

    beijos
    Nos vemos no Arco-Íris

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Não gosto do "ex", soa a passado, rs
    vou chamar-lhe poeta renascido,
    isto se gostar,

    Obrigada por participar!
    Já está em aberto a rúbrica. Aqui, passa da uma (da noite) não sei que horas são aí.

    Quanto aos laços afectivos, temos a rúbrica "cartas e bilhetinhos de amor" onde, entre outras coisas, podemos resuscitar, do baú, cartas de amor , e afixar lá. Todos trabalhamos o riso interior.
    E hoje (já que passa das 0h) é dia de eleições na europa. Oremos!

    Um abracinho e boa inspiração!
    Lília

    ResponderExcluir
  10. NOosssssssssaaaaaaaa!!!!!!!!!
    Como rendeu esta viagem.
    Foi aportar em Portugal....que delicia.
    Estou aqui a olhar pela janelhinha o movimento.
    Aqui no Brasil não encontro almendrados que lá experimentei!
    Beijos a todos e oramos por bons ventos eleitorais.
    Miriam

    ResponderExcluir
  11. Miriam,
    Navegar é preciso...

    beijos

    ResponderExcluir

Dê seu pitaco