segunda-feira

em busca do leitor


Laurentino Gomes participou do Festival Literário de Porto de Galinhas, encerrado no último fim de semana. Nessa entrevista ele toca num ponto interessante: o novo leitor e as novas mídias. Depois do best-seller "1808", ele está escrevendo "1822", que engloba o período da proclamação da Independência, pensando em novos "suportes" para sua obra, utilizando todas as potencialidades da internet. Antes do livro ser publicado, ele terá criado uma grande expectativa em relação à obra por meio de um site e do twitter, por exemplo.

Não dá para ficar indiferente a essas novidades tecnológicas que, sem dúvida, podem trazer novos leitores, mas é necessário saber onde pisamos para que o escritor não se afaste do texto e se transforme num mero marqueteiro.

4 comentários:

  1. Esse é o tema do momento entre quem produz literatura, teatro, música... Como ficarão os direitos com o avanço das chamadas´novas mídias ou suportes? A Folha deu uma matéria, mas parece que só pensou em músico. O Estadão só pensou em autor de livro. Temos que juntar tudo e ver o bicho que vai dar.

    ResponderExcluir
  2. Também acho Mário. Os direitos autorais são um tema importante para discutirmos, principalmente porque vivemos do que escrevemos. Fora isso só sei fazer um pouco de jardinagem.. rsrs

    ResponderExcluir
  3. E tem outro ingrediente: o que será da "literatura" com esses novos meio e suportes? Será diferente, certamente. Mas por onde virão as mudanças!

    ResponderExcluir
  4. Ever wanted to get free Google+ Circles?
    Did you know that you can get them ON AUTO-PILOT & ABSOLUTELY FOR FREE by using Like 4 Like?

    ResponderExcluir

Dê seu pitaco